Metaverso: o guia completo para entender tudo sobre essa revolução digital!

 

Tudo corria bem até 28 de outubro de 2021. Neste dia, Mark Zuckerberg anunciou que o Facebook mudaria o nome para Meta. A partir de então, o termo metaverso atingiu o ápice de buscas no Google e todo mundo só consegue pensar em uma coisa: afinal, o que é metaverso?

Embora muito falado, poucas pessoas, de fato, sabem o que é. As opiniões e palpites variam.

Para os gurus da tecnologia, o metaverso metaverso é o futuro. Para os investidores, é uma grande aposta. E para qualquer pessoa acima de 35 anos, bem, parece o fim do mundo.

Mas, calma. Se você quer saber exatamente o que é o metaverso, como surgiu, qual o impacto dessa nova realidade e o que vem por aí, vou te ajudar.

Antes de tudo, metaverso o que é?
A palavra metaverso já revela muito sobre o que ele é: o sufixo verso diz respeito ao universo – enquanto que, meta, indica o que vai além, que transcende algo.

Nesse sentido, podemos entender o metaverso como algo que está além do nosso mundo físico.

E advinha com o que nós temos muito contato que vai além do mundo físico? O universo digital!

Por isso, o metaverso é o termo que denomina um ambiente virtual. Esse ambiente é imersivo, coletivo e hiper-realista. Nele, você poderá ter uma rotina e fazer coisas que comumente faz no seu dia a dia e até algumas coisas fisicamente impossíveis.

Ir ao supermercado? Participar de uma reunião do trabalho? Visitar um amigo que você não vê há muito tempo?

Tudo isso é possível no metaverso. E o melhor de tudo: você não precisa sair de casa para realizar essas atividades!

Por meio de um avatar customizado em 3D, você pode criar uma versão de si mesmo, ou até uma versão totalmente diferente, se preferir

No metaverso, esse avatar vai ser uma representação sua, ou seja, você vai poder escolher ser o que quiser. Assim, com esse avatar, você pode viver uma vida 100% digital.

Quando descobrem todas essas possibilidades, muitas pessoas se assustam. Mas, acredite, já vivemos um “pré-metaverso” há muito tempo.

Pense na quantidade de coisas que é possível fazer digitalmente: pagar contas, comprar produtos, trabalhar, estudar, etc.

Além disso, pense no tempo que você passa nas redes sociais, o contato que consegue ter com amigos e parentes que moram distantes por meio delas, quantas coisas resolve pelo Whatsapp.

Todas essas possibilidades já existem há tempos, e foram intensificadas durante a pandemia.

A vida digital, que acessamos pelo celular e computador, já é uma realidade. A diferença é que, agora, com o metaverso, essa experiência será muito mais imersiva.

Se você parar para pensar, a nossa vida física é nossa Second Life, o mundo digital já faz tanto parte da nossa rotina, que a vida online se tornou nossa First Life.

A tendência é que isso se fortaleça, mais do que usar a Internet, agora é possível vivenciá-la.